sábado, janeiro 17, 2009

1,38? Está castigado!!!

Grimi com os copos

Eram já 4h30 da manhã de ontem quando o lateral-esquerdo argentino do Sporting, Leandro Grimi, foi parado numa operação stop da PSP na Rua de Cascais, em Alcântara. Soprou o balão para determinar a taxa de alcoolemia, e depois de uma primeira análise em aparelho de rastreio que determinou 1,28 gramas de álcool por litro de sangue, na máquina oficial, mais calibrada, o resultado foi de 1,38.

Grimi não escapou a uma das muitas operações que a PSP tinha montado na zona de diversão nocturna (entre as duas e as sete da manhã) e perante cerca de uma dezena de agentes foi apanhado com os copos. Foi detido e conduzido à esquadra do Calvário, de onde saiu às 5h15. Apesar de representar um dos três grandes, só foi reconhecido na esquadra porque se identificou como jogador do Sporting na tentativa de abafar o escândalo perante a comunicação social. Para além do jovem leão, foram detidas mais 34 pessoas com excesso de álcool.

A taxa de alcoolemia de 1,38g/l acusada por Grimi é considerada crime no Código Penal. De acordo com o artigo 292º "quem, pelo menos por negligência, conduzir veículo, com ou sem motor, em via pública ou equiparada, com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l é punido com pena de prisão até um ano ou multa até 120 dias, se a pena mais grave lhe não couber por força de outra disposição legal".

Refira-se que o argentino tinha treino apenas seis horas depois do incidente, mais precisamente às 10h30, na Academia de Alcochete. Não só se apresentou a tempo e horas, como se treinou com os seus colegas. No entanto, a SAD tomou imediatamente conhecimento da situação, e Grimi está agora sujeito ao regulamento interno do clube.

2 comentários:

antónis disse...

Ao menos não matou ninguém, como fez o Yuran...

tripeirossos disse...

Nem paraplégico como o Cherbakov...