domingo, dezembro 30, 2007

Retrato-robot de uma infame agressão


Para melhor apreciação dos comentadores desportivos, deixo aqui o retrato-robot facultado pela porta do cavalo por um jornalista da "Gazeta dos Desportos". Mais não posso acrescentar ao acontecido além de que envolveu dois membros aqui do barraco na madrugada de domingo, sendo que um deles partiu para a retratada agressão quando lhe faltaram os argumentos no rap.
O Barcelona está mesmo numa crise de falta de imaginação...

4 comentários:

Anónimo disse...

Sou testemunha deste acto de cobardia e a proveito para agradecer a ambos a bela madrugada k m procionaram...

Francisco disse...

Engraçado, eu também fui testemunha e o que vi foi o rapaz agir em legítima defesa.
Ninguém te manda teres a rima afiada.

Kata disse...

Ron Jeremias lá estás tu outra vez,
Com o Kata não te metas,
Viste bem o que ele te fez!

Aquilo foi só um aviso,
mas caíste como uma vaca com guizo.
Continua a armar-te em estarola
que ainda te dou um tiro de pistola.

Dizes que em Barcelona não há imaginação,
mas para mim isso é tudo comichão,
É que por terra jagozas,
o que não há são mulheres fogozas.

A rima nunca foi o meu forte,
Sempre gostei mais da prosa,
Mesmo assim considera-te com sorte,
por não te ter dado uma grande tosa!

HR disse...

Muito bom!
p.s. - no revelhão também provei as rimas afiadas (embora algo repetitivas...) do nigga Ty.