sexta-feira, agosto 31, 2007

Assim fala Petit, o grande


O número 6 benfiquista, um dos melhores trincos do mundo da actualidade, acabou por ser suturado com três pontos, mas a violência da cabeçada não o impediu de fazer um grande jogo nem lhe tirou a boa disposição no final do jogo:
«Os três pontos davam jeito para o primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.»
Petit, é um hino ao futebol e, a cada dia que passa, a sua arte é refinada, seguindo assim os passos dos grandes médios que primam por jogar mais e mais à medida que vão adquirindo experiência - veja-se o recentemente premiado pela uefa Clarence Seedorf, por exemplo. A juntar a isto vem a garra com que defende as suas cores em campo e o empenho e arte quase inigualável com que o faz - há quem chame a isto paixão pelo futebol, eu prefiro chamar-lhe amor.
Fica a pequena homenagem ao grande grande, Petit.
(fonte; mais futebol)

5 comentários:

Edson Arantes do Nascimento disse...

Eu diria mais: o Petit joga o futebol que eu gostaria de ter jogado!

De resto, subscrevo tudo. Que grande jogador de bola.

Kata disse...

Posts dedicados ao Petit é bater no fundo das convicções. Porque não uma estátua ao lado do Deusébio ou o número 10 do Rei Costa?

boda disse...

E porque não ires comer o tal cagalhão em forma de dragão??

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não Kata, fazer um post sobre o Petit é igual a fazer um sobre o Roy Keane (com a diferença que este não tem a classe do Petit - nunca soube aviar um pau bem aviado sem lesionar o adversário).

E que grande jogador era o irlandês.

Tripeirossos disse...

Olha o boda está arisco...está aziado...corre mal o início de época ou quê?