quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Série "Misters Que Fizeram História" - Cap. ll

O prometido é devido. E o segundo capítulo desta série magnífica é dedicado a um treinador de créditos firmados - atentem bem na imagem.

Expressão metódica, cirurgica, vencedora. Pontificada por um belo tratado grisalho, garboso, esgrenhado q.b., como quem já pensa no próximo embate, despreocupado mas confiante. Numa palavra: classe.

Conhecido como o "Cruyft da Reboleira", apreciador do chamado "futebol total" (rápido, incisivo, jogado (e bem) a toda a largura do campo, sem posições definidas - enfim, é um estratega português) e estudante de Inglês, podemos afirmar, com extrema segurança, que é um dos valores mais fantásticos do panorama futebolístico Mundial, quiçá Europeu!

Autor de expressões como "Champions Liga", "este jogo é muita impartante", "jogadores virtuais para a equipa", "equipa com principios, meios e fins", não pode ser esquecido em antologias deste calibre.

Parabéns para ele e ainda para o Munícipio da Amadora e suas belas e verdes freguesias.

P.S. - Agradeço aos colegas do "cromos_da_bola.blogspot.com" pela foto e pelas belas tiradas do senhor. Um grande bem haja para eles.

5 comentários:

Cheech disse...

Falta referir que é um apreciador do brancaço do mar à vista

Marlon Brandão disse...

Há que referir também que, tal como o seu colega António Sousa, é um dedicado adepto da frase "Quer-me parecer que..." no início das frases.

Em suma, um valor seguríssimo, e não é de agora.

Tripeirossos disse...

Também gosto muito do chapéu cor de laranja do mister José Mota nas conferências de imprensa do clube da capital do móvel

Marlon Brandão disse...

chapéu do Plus Desconto, por sinal.

André Kaustico disse...

É ele. O profeta. Nosso senhor jesus